O Campo em Londres: Hotel Hilton Syon Park e Marco Pierre White

Hilton Syon park é por certo o ex libris da Hilton em Londres, ao atravessar um estreito caminho passo por um portão azul onde esta escrito park syon lane, a entrada parece recôndita, mesmo que à saída do autocarro quase passou despercebido e por pouco não ia me perdendo, mas seguindo pelo estreito caminho de terra batida rodeada por largos murros la fui caminhando até vislumbrar vários edifícios de estilo fabril britânico com varandas cuidadosamente arranjadas e apontamentos de pequenos vasos florais.
Ao redor encontrei um vasto jardim com relvados muito bem tratados e um pequeno lago com uma ponte onde existem patos e cisnes por todo o lado.

À entrada do hotel temos uma porta giratória gigante, que confesso que é um pouco lenta deixando aquele desconforto de “está toda a gente a olhar”, mas mal entrei fiquei logo estonteada com a majestosa entrada, sofás estilo italiano com costas altas que enquadrava com uma escultura brilhante que dava a sensação de estarmos sempre em épocas festivas.


A falta de um concierge e a pouca simpatia de alguns recepcionistas foi culminada pela simpatia com que o general manager solucionou todos os meus problemas.
O quarto era lindíssimo, estilo vintage, com armários luxuosos e um candelabro com pedras que pendiam sobre o tecto. As casas de banho tinham um chuveiro e uma banheira, adorei o facto de o chuveiro ter uma luz azul, dava uma sensação zen gigante que estava mesmo a precisar.


Na varanda uma pequena mesa de ferro com assentos de madeira para dias de sol ou noites românticas juntamente com um bom vinho.
O hotel esta muito bem concebido para que o hóspede não tenha necessidade de sair do mesmo, com um bar, um restaurante de renome, uma sala de jogos, um clube, lounge, piscina,spa e ginásio , salão de festas, jardim privado com o Grande Conservatório e ainda uma sala de jantar privada.


Algo que notei que faltou na recepção foi uma explicação sobre todas estas opções visto trazer benefícios para o hotel.
Como não tinha tido tempo para comprar um fato de banho tive de sair para o fazer eram perto das 19horas, um conselho se se esquecerem de algo não o façam durante a noite pois os transportes são péssimos nesta área, autocarro é para esquecer, passa só de meia em meia hora e caso se enganem e tenham de sair numa paragem de autocarros garanto-vos que será uma sorte encontrarem uma paragem na direcção oposta nas proximidades. Para alem disso rejeitaram duas vezes levar-me de Uber para o hotel por pagar pouco, sério eram 6 libras, era dinheiro. La consegui um táxi, perto das 21horas, depois de um belo banho de chuva.
De volta ao hotel esfomeada, já um pouco tarde para jantar, o restaurante Steak house de Marco Pierre White recebeu-nos prontamente, eu estava muito curiosa com este restaurante no fundo Marco pierre White é um dos mais conceituados chefes das ultimas  décadas ele é o Andy Warhol da cozinha.


Pedi um Chateaubriand, apesar de que adorava ter provado o T-bone, mas tinha de experimentar um clássico francês no seu restaurante (quem sabe para a próxima).  Como havia uma pequena indecisão entre mim e o meu companheiro quanto ao ponto da carne o empregado de mesa Raul muito gentilmente pediu ao chefe se seria possível confeccionar dois pontos, médio-mal e blue, o chefe acedeu prontamente ao pedido.
Eu confesso que não sou muito entendida em vinhos mas com carne gosto sempre de um bom vinho tinho, optei por um francês Pinot Noir ao qual Raul me aconselhou pelo Fortant.
O chefe gentilmente ofereceu-nos um amouse bouche que era composto por um dorito com um saboroso pato e um fresco amor perfeito.

DSC_1170
Adorei ver chegar a carne numa grande bandeja onde tinha pequenas frigideiras de cobre com batatas fritas, uma tábua de madeira com o Chateaubrian e os respectivos molhos.
A primeira  garfada levou-me instantaneamente a minha infância, ao sabor da carne de alta qualidade que com tanto amor criamos nas quintas dos meus avós. A carne estava com os pontos perfeitos, perfeitamente selada impedindo que os seus sucos se percam, mantendo todo o sabor, e a consistência era tenra quase como manteiga desfazendo-se na boca. O vinho emparelhou perfeitamente com a carne.

DSC_1175
Os molhos que optamos foi o de cogumelos e de alho, eu pessoalmente adorei o de cogumelos, sentia-se todo o sabor de um demi-glace caseiro e o aveludado das natas. O molho de alho era óptimo para os aros de cebola que acompanhavam a carne.

DSC_1174Optamos por não pedir sobremesa que para além de estarmos cheios já ultrapassava o budjet para esta experiência.
O restaurante não me desiludiu, tendo as expectativas tão altas fiquei ainda surpreendida com a qualidade e a delicadeza com que aquele prato foi apresentado.
Sem duvida é um restaurante a experimentar num dia especial mesmo que os preços dos bifes variam entre as 27£ e 57£, uma refeição para dois chega facilmente as 100£. Mas é uma experiência única num ambiente confortável e romântico.
E no final ainda podem passar pelo bar e beber um cocktail que não fica muito mais caro que o normal bar de Londres.

DSC_1200
O dia seguinte foi passado a explorar todas as outras áreas, piscina interior ok, nada de fascinante nem se aproxima ao luxo e exuberância do restante hotel, o banho turco não estava a funcionar o que era uma pena.

DSC_1235
O ginásio estava bem equipado, a entrada do spa estavam umas mesas para quem quiser ser servido nesse andar, achei um pouco estranho, ter elevadores mesmo junto de mesas é coisa que me incomoda!
Sinceramente o spa foi o que mais me desiludiu, não estava nada ao nível da qualidade do restante hotel.
Segui para o jardim privado, um edifício majestoso que imagino que façam casamentos lá. Era um antigo conservatório, construído entre 1820 e 1827, majestoso, enorme, quase que encantado. Um casamento lá deve ser algo inesquecível.

DSC_1220


O Hotel Syon Park foi sem duvida uma experiência única e merece a visita de qualquer pessoa que esteja a procura de uns dias de relax e luxo.

Texto de Paula de Almeida

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s