Feiras populares! Que tem de bom?!

Sério quem não gosta de feiras populares? Animação toda a tarde e toda a noite, diversões para os mais pequenos, bancadas cheias de utensílios de jardinagem, batatas, frutos secos e especiarias. E mesmo para aqueles que não gostam de nada disto, eis que surge a comida.

Comer em feiras populares é sem dúvida um dos melhores locais de provar o que mais autêntico se faz no país. É um género mais artesanal de Streetfood, uma tradição em tempos que este termo nem existia.

Hoje tive um tempo livre para visitar a Feira de Santa Iria em Faro onde mais uma vez não me desiludi, claro que o que me atraiu foi mesmo a comida, mas não dá para ficar indiferente ao espírito de diversão que se sente nestas feiras. Os gritos dos feirantes “menina não paga mas também não anda” ao cheiro às castanhas. E as bancadas recheadas de facas, sacos de pasteleiro, formas para bolos, frigideiras, cataplanas, tudo o que um cozinheiro gostaria ter em casa (ou que eu gostaria de ter em casa)…sonho. E as farturas, há algo de hipnotizante nas farturas aquele crocante da fritura com o doce do açúcar em pó faz me chorar por mais e mais, então se juntarmos chocolate a elas para fazer o churro esse é o fim do autocontrole (e da dieta).

Encontrei uma bancada recheada de especiarias comprei logo 5 pimentas , Cúcuma e anis estrelado, que farei com elas ainda não sei, mas certamente que a BeaPlanta não me vai decepcionar.

Curcuma, anis e 5 pimentas
Curcuma, anis e 5 pimentas

Se querem viver uma experiência tipo tele-vendas então aqui é o local certo,sério a oferta vai desde tractores, passando pelos carros até aos produtos para limpar pratas. De loucos, é como se vivêssemos dentro da caixa mágica.

12170082_10156188768415578_1997102242_o
Como uma verdadeira portuguesa não poderia deixar de iniciar uma refeição sem um vinho.

Voltando ao que eu mais gosto, comida, terminei o meu tempinho acompanhada por uma bela garrafa de vinho Monte dos Cabaços ,na Mercearia Gadanha, uma tábua de enchidos quentes composta por chouriços deliciosos e farinheiras fantásticas e uma tábua de enchidos frios e queijos e então eis que surgiu a surpresa, um chouriço grosso que se desfazia na boca com um sabor fumado que vos levava para o aconchego de uma lareira nos dias mais frios de inverno.Claro que a oferta era bem mais expansiva, ao contrário do meu estômago, mas para quem o tem não podem perder a sandes de presunto com pão típico chamado de Chapata ou os secretos de porco. Com um sorriso na cara o Miguel apresentou todo o espaço a mesma paixão e entusiasmo de um forcado  aquando de uma pega.

12169020_10156188767960578_1288705307_o
Tábua de enchidos frios
12171700_10156188768250578_401673591_o
Enchidos quente
12168972_10156188768710578_1777988490_o
Miguel a representar a Mercearia Gadanha

Como não consegui resistir tive ainda de passar pelas bancadas de pastelaria conventual portuguesa, mas quem consegue, não trouxe muito apenas palha de Abrantes, mas regalei os olhos com toda aquela doçaria.

12169020_10156188766755578_671000381_o
Pasteis de Sta Clara
12171279_10156188767060578_1617327152_o
Torta de amêndoas e ovos moles

Se puderem não percam oportunidade de passar nas feiras que passam pelas vossas cidades, para além de todas as diversões e comida, também podem conhecer pessoas fantásticas e ajudar na economia dos comércios locais.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s